Arquivo Digital De Notícias Da Colômbia E O Mundo A Partir De 1.990 1

Arquivo Digital De Notícias Da Colômbia E O Mundo A Partir De 1.990

Dentro de duas semanas, a revista Dinheiro, o artefato de sua colaboração, vai variar de proprietário. Mais exatamente, um dos atuais sócios ficará com a revista. Ainda não se conhece qual. A comunidade entre López e Ospina, desenvolveu uma das poucas publicações econômicas que tiveram grande sucesso do ponto de vista empresarial, na Colômbia.

A separação tem uma única razão: ambos estão acostumados a serem chefes e não gostam de ter que consultar para tomar decisões. Esta separação desperta as mesmas dúvidas que se exercem no momento em que se acaba um casamento: Quem ganha e quem perde?

A quem lhe convém mais permanecer com a revista? O que lhe convém mais a revista? E o que você vai fazer o que a perca? Dinheiro foi fundada em 1993. López trouxe a experiência empresarial e a imagem de Semana. Ospina contribuiu com o seu prestígio como analista de análise econômico, adquirido em sua carreira como diretor do Departamento Nacional de Planejamento e diretor Da Nota Económica.

O divórcio, A separação dos parceiros de Dinheiro esteve rodeada por abundantes rumores. Fontes próximas a Semana sobressaem que, se bem López tem respeito por Ospina como economista, não sente o mesmo por sua prática como administrador. Sua prioridade é assumir o controle do negócio. Ao que parece, López mesmo comentou para Ospina e a sua sócia, Fanny Kertzman, que estava disposto a obter sua parcela na sociedade e a mantê-los como empregados dirigindo a revista.

Ospina e Kertzman declinaram a oferta. Não obstante, ao que parece Ospina não reconheceu López sua cota dos lucros, uma vez que, em teu apreender, o encontro tinha sido organizado por seu respectivo grupo (o da Nota Económica). Lopes acredita que o exercício do nome de Dinheiro pela promoção lhe oferece certo a uma parcela dos lucros.

  • , O Marquês de Sade escreve Justine ou os infortúnios da virtude.[36]
  • Registado em: Quinze abr 2010
  • Sentimentos de desesperança ou baixa auto-estima
  • 3 Implicações do complexo de Édipo
  • 16 – Quem foi Francisco Franco
  • 18:11 – Já está tudo preparado pro fiestón desta noite, o Náutico
  • A sombra de outro cobiçar (1992)

Tanto como López Ospina se recusaram a discutir O TEMPO sobre isso este ponto. Quanto custa uma revista? Para um observador externo é muito custoso saber quanto custa Dinheiro. A revista está obviamente bem posicionada e obteve um espaço considerável em termos de importancia.

entretanto, ninguém fora do negócio domina os detalhes básicos do negócio. A circulação da revista não é certificada. Se bem que Jorge Ospina admite que são comercializadas 50.000 exemplares mensais, novas fontes estimam a circulação de por volta de 20.000 exemplares. O valor da corporação é desconhecido e é pontualmente a informação que ausência pra tirar terminar a transação.

Estimativas informais-se o valor da transação entre 700 e 1.500 milhões de pesos. A revista tem poucos ativos fixos e o seu valor será dado, principalmente, pelo seu prestígio. Ao que parece, se aceitou que Ospina clique Lopez uma proposta por um determinado valor. Se López a aceita, a revista ficará nas mãos de Ospina, Kertzman, os sócios minoritários e um novo grupo que hoje está na probabilidade. Em caso inverso, López-lhe pagaria o resto de seus parceiros a quantidade proposta por Ospina mais um percentual, que seria de quinze por cento.