Crônicas Do Oriente Próximo 1

Crônicas Do Oriente Próximo

Quando alguma coisa de péssimo acontece a um jornalista, o normal é que o teu meio de intercomunicação perder contato com o mesmo ao longo de uma cobertura. Especialmente no momento em que se trabalha em guerras ou em áreas onde as autoridades são pouco amigas da imprensa. Menos usual é o que acaba de ocorrer a Al Jazeera na Síria, onde o canal catarense perdeu a cabeça a um de seus repórteres, antes que pudesse começar a dizer a respeito as revoltas. Trata-Se de Dorothy Parvaz, de 39 anos, membro da cadeia árabe desde 2010. O último que se conhece dela é que abandonou Doha em um voo da Qatar Airways destinado a Damasco.

Não houve mais notícias. O canal leva incalculáveis dias, expressando sua amargura com a repórter. A Al Jazeera por intervenção de um comunicado. A família de Dorothy emitiu um comunicado em termos muito parecidos, que o sábado podia ser lido pela página em inglês do canal.

Em um gesto pouco tradicional, o ministro de Assuntos Exteriores iraniano tem intercedido perto das autoridades sírias -Damasco e Teerã mantém uma aliança estratégica – para solicitar explicações. Ali Akbar Fala em uma conferência de imprensa consumada pela segunda-feira em Doha.

O Comitê de Proteção de Jornalistas, uma ONG dedicada a todos os informadores muito activa a nível internacional, teme que o repórter tenha seguido os passos de diversos outros colegas detidos pelas autoridades sírias. A Al Jazeera Mohamed Abdel Dayem, responsável do Programa de Oriente médio e Norte da África da referida organização.

  • 1809: Richard Monckton Milnes, político, poeta e patrono literário britânico (m. 1885)
  • De verdade, finalizei a carreira há numerosos anos
  • GRÁFICO: A saúde dos europeus
  • três Perspectiva ortodoxa
  • 165 (conversa) 21:43 21 abr 2017 (UTC)
  • o Manuela tem assim como esta criatividade ou não é em tão alto grau de pintar

de acordo com a Dayem, o regime não reconhece ter em custódia a informadores até que os coloca em autonomia, o que explicaria o silêncio em torno da evaporação de Parvaz. Não obstante, este associado do Comitê de Proteção de Jornalistas admite que há “dezenas” de informadores detidos.

o Que me fizeste? Não tinha que tê-la incomodado. Eu amo. Anda, dá-me um beijo e vistete pra ir ao colégio. Ainda Me lembrando a ele, o espermatozóide que ajudou a formar, a teu palpável pai. Já sendo um espermatozóide me soltaste o mundo com milhões de concorrentes. Vinte e oito anos depois, as coisas continuam semelhantes.

Vestir o roupão e os chinelos rapidamente, tentando não sentir o gelado corredor que ando até entrar à cozinha. Um minuto de micro-ondas me parece além da medida, calentaré somente meio. Abro a porta e lá está ele, como não, chorando.

Como a todo o momento, que o toma, é apanhar a mamadeira como se fosse o primeiro e último de sua vida. Agora vem o pior, lembrar que o despertador vai retornar com a tua canção mais uma vez às 7. Então, ele vai e faz isso que compreendeu há bem pouco e que de imediato lhe sai tão bem: sorri.