Dietas 'biohacking' Ou A Obsessão De Silicon Valley Com O Jejum Para Render Mais 1

Dietas ‘biohacking’ Ou A Obsessão De Silicon Valley Com O Jejum Para Render Mais

Quando pensamos em hackear um pc, nós não pensamos que de lá possa sair nada de ótimo. Mas, parece que hackear o organismo poderá ter qualquer efeito benéfico. Essa é a meta que se sabe como biohacking, isto é, melhorar a nossa saúde, hackeando o nosso próprio sistema orgânico.

Assim como este recolhem nesta matéria no The Guardian, os executivos começaram a apostar em dietas mais extremistas. Existem numerosas dietas que utilizam o jejum como item principal. Uma das mais conhecidas é a chamada 5:2, ou melhor, comer a maioria de calorias que é necessária para a semana, em cinco dias, e reduzi-las ao mínimo (de 500 a 800 calorias) do que os outros dois. Também há algumas variantes como a 16/oito em que se jejua durante 16 horas ou até já dietas que exigem ir um dia inteiro de jejum, assegurando não só perder gordura, todavia sim aperfeiçoar o nosso estado de espírito e de saúde.

A este respeito, a doutora em Farmácia e nutricionista, Marián Garcia, insiste em que “o certo é que são necessárias muitas pesquisas sobre o tópico”, por causa de não existe uma conclusão clara. Javier Ena, coordenador do Grupo de Trabalho em Diabetes e Obesidade da Sociedade Espanhola de Medicina Interna relata que “o entusiasmo pelas dietas de jejum é um evento recente”. A chave das mesmas é que “os períodos de jejum ou dietas cetogénicas (aquelas que contêm menos de 50 g de carboidratos por dia) geram corpos cetónicos. Ou melhor graças a que a célula usa ácidos gordos como referência de energia em vez da glicose proveniente dos hidratos de carbono.

Essa é a chave pra “biohackear” o organismo, fazendo com que funcione de uma forma diferente da esperada, de acordo com os ritmos que nós mesmos marcam. A obsessão em Silicon Valley por controlar este tipo de dietas chega a tal ponto, que estão em curso iniciativas para ver os efeitos do biohacking em tempo real.

  • Melhora o descanso
  • KATAKARI: um caçador africano cujo intuito é acabar com Shinya Hashimoto.[110]
  • O húmus também é ideal para algumas coisas como controlar os níveis de açúcar no sangue
  • Borrelia burgdorferi (Doença de Lyme)
  • 190 pulsações x minutos
  • um de maio: na Venezuela, o presidente Nicolás Maduro, anuncia uma Assembléia constituinte
  • Sectiles, quando se seciona com uma lâmina formando microplaquetas

Em concreto, Geoffrey Woo, diretor geral da organização biohacking e nootrópica HVMN, pôs em marcha um jejum de sete dias, no começo de 2017, na sua própria companhia. Durante o mesmo, os seus seguidores usaram até já monitores contínuos de glicose, como os que costumam usar os diabéticos, pra poder investigar os níveis de glicose no sangue em tempo real. Ademais, foram medidos os níveis de cetona no sangue, para se certificar de que o corpo humano estava realmente utilizando a gordura como combustível. O propósito nesse experimento, curiosamente, não era tal perder calorias, como acrescentar o grau de cetonas no sangue pra que funcionassem como “super-combustível pro cérebro”, auxiliando-os a melhorar a tua perícia cognitiva nos negócios.

Como ponto positivo, Javier Ena reconhece que “a restrição calórica provocada pelo jejum parece que com toda certeza produz melhorias no metabolismo e poderá acrescentar a longevidade”. Por outra parte, cabe enunciar que essas dietas também têm o seu lado negativo, é que “as dietas de baixa caloria e cetogénicas diminuem o vontade de fazer exercício e conservar-se fisicamente ágil”. Além do mais, nos casos em que no decorrer dos dias de jejum existe uma alta ingestão de café ou de chá “são capazes de processar-se arritmias graves, desta maneira que os pacientes com doença cardíaca devem impedir esta dieta”. Assim como, enorme parcela do defeito é que, em tão alto grau nos estudos como na prática real, não existe uma forma única de fazer esse jejum.

É uma divisão mais do meu serviço. Agora, quando, enfim, se não dou, nem golpe. Sinceramente, acho que os treinadores dos times de futebol de todo o mundo deveriam gravar um dvd com o jogo que fez o Barcelona no sábado e revelar, ao menos uma vez por mês, para os pequenos.

Seria uma lição pra aprender sobre isso futebol Enviada por Candigol (30/05/2011 11:42), especialmente, no que se alega ao atrevimento, na manutenção de um modo acima da pressão ambiental e mental, que implica uma encerramento.