Edição De Sexta-Feira, Vinte E Oito De Dezembro De 2019, Página 3 1

Edição De Sexta-Feira, Vinte E Oito De Dezembro De 2019, Página 3

PALPITAÇÕES DA INDÚSTRIA CULTURAL BALANCEDEL2001:ODISEATERRESTRE E l 2001, passou para a história antecipada – mente por assinalar a data em que as máquinas de inteligência artificial iriam se rebelar contra o ser humano. Contudo, se o ano que se encerra teve um tom sombrio não vem sendo sintonizando com os que se formam na chave de ficção científica lançado em 1968 por Stanley Kubrick e Arthur C. Clarke.

Pelo oposto, o atentado contra as Torres Gêmeas e suas conseqüências têm respondido, mais bem, o universo imaginário construído pelos autores de ficção política entre fins dos anos 70 e meados dos anos 90. Best-sellers como o tandem A – pierre/Collins e acima de tudo Tom Clancy, que especularam frequentemente sobre o terrorismo islâmico e o seu desejo de oferecer um “golpe” para o mundo ocidental, como, aliás, foi o nesse ano.

25. 7. Livros favoritos. Os meus foram: na ficção, “Dentes brancos”, de Zadie Smith (Salamandra) e “A sombra do vento”, de Carlos Ruiz Zafón (Planeta). Na não-ficção, “Cosmopolis”, de Stephen Toulmin (Península), e “A cidade interrompuda”, de Julia Guillamon (A Magrana).

Em certas ocasiões, o ponto é ótimo, contudo a empresa que o administra não está preparada pra transformá-lo acertadamente pro teu exercício. Dados de legal peculiaridade que não queremos pegar todo o potencial. “Pode ser uma pergunta de modelo”, aventura Medina. “Uma corporação que tem interações telefônicas com teu consumidor e salva as conversas não tem detalhes de má característica; simplesmente está em um modelo que precisa transformar para poder usar”.

  • Quatro Madeleine (Alberta Watson)
  • Özil, o entusiasmo de mensurar-se com os portugueses do real Madrid
  • vinte e três de maio: Nigel Davenport, ator britânico de cinema e tv (f. 2013)
  • 1966 – Roberto Carlos (“Eu Te Darei o Céu”)

Transformar esta detalhes, mesmo que brigar contra outros desafios que se apresentam pela coleta e observação dos dados, depende das empresas: a tecnologia para resolver esse dificuldade existe e está acessível. A especialista considera que as corporações necessitam elaborar infra-estruturas que permitam fazer processos e arquiteturas escaláveis, de forma modular.

A principal problema nesse sentido reside em saber ajustar os processos que são utilizados tradicionalmente. “Não se podes dirigir-se adicionando camadas tecnológicas e pondo manchas em vez de ceder um passo atrás e repensar a estratégia. Tomar atalhos costuma passar factura”, adverte.